sábado, 4 de julho de 2015

Valdelice Pinheiro



Antes de ser professora eu sou poeta, eu sou artista, este ser que não precisa se comprometer com nada porque ele próprio, por si, já é o olho mágico que descobre o presente, que recria o objeto e o fato para o ângulo maior da história".

Valdelice Soares Pinheiro nasceu em Itabuna, a 24 de janeiro de 1929. Filha de prestigiada família de desbravadores, estudou o primário em Ilhéus, em colégios como Nossa Senhora da Piedade e Colégio Municipal de Ilhéus. Licenciou-se em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Foi diretora da Faculdade de Filosofia de Itabuna (antiga FAFI) e lecionou Estética e Ontologia na UESC - Universidade Estadual Santa Cruz. Como poetisa, publicou dois livros: "De Dentro de Mim" e "Pacto". Mas possui uma significativa obra inédita, poética e filosófica, prevista para futura publicação póstuma pela UESC.

Sua poesia de traço intimista, filosófico e humanista mostra uma sensível preocupação com a natureza humana e as causas universalistas, tocada, principalmente, para a transformação dos valores, para a fraternidade e para uma visão reflexiva do mundo contemporâneo. Sensibilismo agudo expressado em conformidade com um lirismo leve e harmonioso, a poesia de Valdelice Pinheiro é dotada de questionamentos e indagações que fazem do seu processo criador um conjunto equilibrado entre poesia e ação, verso e matéria cotidiana, atestando, assim, o cunho filosófico que se molda na visão crítica do mundo e num sensível espírito que toma a poesia como causa maior que gesta o verso em cada respiração.

Faleceu em Itabuna, no dia 29 de agosto de 1993, deixando em todos que admiravam a sua obra o vazio da saudade de uma poetisa que fez dos seus versos a síntese do universo em que seus olhos de filósofa viam.

Carlos Pontes foi sepultado em Itabuna

O corpo do engenheiro Carlos Pontes foi enterrado, nesta quarta-feira, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna. Ex-diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Embasa, Pontes faleceu na madrugada de terça, em Salvador. Pontes estava internado há vários meses e tratava uma luta contra um câncer no cérebro.

O corpo do engenheiro chegou a Itabuna na terça à noite e foi velado por muitos amigos. Carlos Pontes também foi diretor do escritório regional da Embasa, entre 2008 e 2009. Ele deixa dois filhos e a esposa, Elisandra Curvelo. Políticos e dirigentes da Embasa lamentaram a perda.

Itabuna tem menor média de homicídios

Itabuna encerrou o primeiro semestre deste ano com a menor taxa de assassinatos dos últimos 10 anos. Dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública, aos quais o Jornal das Sete, da Morena FM, teve acesso, mostram isso. A média mensal ficou em torno de 8 mortes violentas. Entre primeiro de janeiro e 30 de junho foram registrados 50 assassinatos. O mês passado está entre os menos violentos desde 2005. Em junho deste ano foram registradas 6 execuções, a maioria pessoas suspeitas de ligações com o tráfico de drogas.

No primeiro semestre ocorreram 26 a menos que no ano passado, quando foram registrados 76. Em 2014 a média foi de 12,6 assassinatos por mês. Para as autoridades de segurança pública, um dos principais fatores foi a transferência de presos perigosos para presídios de Serrinha e Lauro de Freitas. O governo explica que diversas ordens para assassinato de pessoas partiam do presídio de Itabuna. As mortes eram determinadas pelo chamado alto escalão das facções criminosas raios A e B.

Seja bem vindo ao Diário de Itabuna

A partir do ano de 2008, os blogs se tornaram a principal fonte de notícias e informações gerais de Itabuna. Para organizar melhora a lista desses trabalhos, criamos o "Blogs de Itabuna" (blogsdeitabuna.blogspot.com). O problema é que a grande maioria deles posta notícias de Itabuna misturadas às notícias do Brasil (e do mundo), curiosidades, esportes, poesias e até piadas, dando um tom de diversificação. Para melhor organizar e registrar as notícias sobre a cidade de Itabuna, criamos o Diário de Itabuna, um clipping de notícias que, em geral, copiará o primeiro parágrafo das notícias mais relevantes e encaminhará um link para a leitura geral do blog original. Este blog é uma homenagem ao extinto jornal Diário de Itabuna, que durante várias décadas foi o principal veículo de informação sobre a nossa cidade.